Menu fechado

Pulgas e carrapatos: tudo o que você precisa saber!

As pulgas e os carrapatos são os parasitas externos encontrados com mais frequência em nossos cães e gatos. É natural que a presença destes parasitas nos deixem preocupados, pois eles afetam gravemente a vida dos animais, provocando feridas, infecções, anemias e, inclusive, transmitindo doenças, muitas das quais também afetam nossas famílias. Isso ocorre, pois as pulgas e os carrapatos também podem picar pessoas, mesmo que isso não seja muito comum.

Os carrapatos são aracnídeos, da mesma família das aranhas, não voam nem saltam, mas aproveitam as oportunidades de entrar em contato com os cães e, eventualmente, com gatos ou pessoas. Eles se alimentam de sangue e, durante a vida, se desenvolvem em quatro etapas: a larva que sai de um ovo, se transforma em ninfa e, por fim, vira um adulto. Eles vivem nos animais para se alimentarem e voltam para o solo para se desenvolverem de acordo com sua próxima fase.

O surpreendente dos carrapatos é que cada fêmea deposita no solo mais de 3 mil ovos.  Ao viver em um animal e voltar ao solo, e vice-versa, as probabilidades de transmissão de doenças aumentam, visto que eles podem picar o mesmo animal ou outro. Além disso, eles têm uma vida longa e podem se manter “latentes”, esperando as condições ambientais ideais para entrar em ação. São fáceis de detecção devido a seu tamanho, vivendo principalmente nas orelhas e axilas, e se aderem firmemente à pele para se alimentarem, por isso, não é recomendável arrancá-los, o que pode machucar o seu animal.

Em contrapartida, as pulgas são muito pequenas e ágeis (o que faz delas parasitas esquivos) e podem saltar grandes distâncias, o que torna difícil detectá-las com uma olhada rápida. O sintoma mais comum é coceira intensa, mais ou menos vigorosa, dependendo do animal. Para se alimentarem, as pulgas espalham sua saliva, o que evita que o sangue se coagule, causando quadros de alergia em muitos animais de estimação, agravando a irritação e o estresse nos animais afetados.

A seguir, fornecemos as principais informações sobre esses dois parasitas:

Carrapatos

  • Uma fêmea põe milhares de ovos por dia.
  • Os estágios pelos quais os carrapatos passam são: ovo, larva, ninfa e adulto.
  • Cada mudança de estado é feita no ambiente e, depois, eles sobem em um animal para picá-lo e se alimentarem.
  • São vetores de muitas doenças, visto que não permanecem o tempo todo no mesmo animal e, ao picar, podem efetuar o contágio.
  • Têm garras para alimentação que se fixam profundamente na pele, por isso, ao ver um carrapato, não o arranque.

Pulgas

  • As pulgas possuem patas que permitem que elas saltem grandes distânciasaté 200 vezes o comprimento de seu próprio corpo.
  • Cada pulga pode pôr entre 40 e 50 ovos por dia e mais de 600 ao longo de sua vida. Por isso, podemos passar a ter, rapidamente, de uma a milhares em casa.
  • As pulgas adultas vivem toda a sua vida picando os animais de estimação, mas os ovos, as larvas e as pupas vivem no ambiente e representam o verdadeiro problema na hora de acabar com elas.
  • As pupas ficam latentes dentro de um casulo muito resistente, aguardando as condições ideais para sair. Até o momento em que são “despertas” por sinais como a temperatura, a umidade, as vibrações ou os gases que eliminamos ao respirar e assim, estão prontas para picar.
  • A saliva das pulgas contém um anticoagulante que lhes permite se alimentar o tempo todo.
  • Determinados animais desenvolvem alergias à picada de pulgas e sofrem de dermatite, o que gera muita irritação e estresse.
  • Do mesmo modo que os carrapatos, as pulgas são transmissoras de muitas doenças, por isso é importante eliminá-las e evitar que piquem nossos animais de estimação.

Não se esqueça de que esses parasitas podem se espalhar por toda a casa e se reproduzirem em locais quentes, como tapetes, almofadas e cobertores. Por isso, se observar que seu animal de estimação está infectado por esses parasitas, o ideal é escolher produtos que atuem no animal e que tenham ação ambiental, ou seja, que protejam também a sua casa.

A solução que a Labyes oferece para esse problema é o Protech. A fórmula inovadora do Protech elimina as pulgas, os carrapatos e os mosquitos de seu animal de estimação e, além disso, atua nas formas imaturas (ovos e larvas) que podem ser encontradas no piso, nos tapetes e nas camas. Assim, é possível cortar o ciclo reprodutivo desses parasitas e proteger definitivamente seu animal de estimação e sua família.

Se seu animal de estimação for um cachorro, também é possível usar o Protech Spray para reforçar a ação repelente. Ele deve ser aplicado em: axilas, atrás das orelhas, virilha e patas, antes ou depois do passeio, ida a parques, praças, praias, etc. Para intensificar a ação ambiental, aplique-o nas partes mais frequentadas da casa: cama, tapete ou poltrona favorita.

Se tiver dúvidas, consulte um veterinário de confiança, que poderá fornecer as melhores indicações para o seu animal de estimação.

Post Relacionados